Tipos de sócios que você deve evitar a todo custo

Hoje vamos falar sobre os tipos de sócios que você deve evitar. Ter um sócio pode ser bom para quem está iniciando um novo negócio, mas como diz o ditado, algumas vezes é melhor estar só do que mal acompanhado.

Existem alguns tipos de sócios que ao invés de agregarem alguma coisa ao negócio, funcionam como verdadeiras âncoras e acabam afundando a iniciativa.

Por isso, saber como escolher um sócio, ou o sócio que você não deve escolher, é um grande passo para garantir a sobrevivência e prosperidade do negócio.

Neste artigo vamos falar sobre os tipos de sócios, dos quais você deve se manter afastado para evitar problemas e acabar se aborrecendo ao invés de fazer dinheiro. Vamos a eles então.

Os tipos de sócios que você deve evitar

Abaixo listamos alguns tipos de sócio dos quais você deve fugir, como o Diabo foge da cruz. Estamos certos que pelo menos um desses tipos já tentou “chegar junto” ou então irá, principalmente se a sua ideia for muito boa.

1 – O sócio oportunista

Entre os diversos tipos de sócios que você deve evitar está o oportunista. Ele é muito fácil de ser identificado, pois na verdade não pede muitas informações sobre o negócio, o negócio dele é tirar vantagem da sociedade que você propõe ou a qual ele se candidata.

O que move esse tipo de sócio é a oportunidade que ele avalia como boa, para ele. Na verdade, ele está pouco se importando com você. O que ele não pode deixar escapar é a oportunidade incrível que ele vê a sua frente.

Detalhe, ele na verdade não está nada afim de trabalhar duro e encarar desafios do dia a dia. Tão logo ele perceba essa necessidade, ele abandonará você e inventará diversas desculpas para isso.

O que ele queria não era trabalhar duro, mas colocar o “burro na sombra” diante da oportunidade que viu surgir e o retorno que ela pode gerar.

2 – O “Empresário Experiente”

Esse é ao mesmo tempo engraçado, pela inconsistência do seu posicionamento e perigoso pelo risco que ele representa para o negócio.

Além disso, administrar o ego desse tipo de sócio é mais um desafio para o sucesso do negócio, desafio esse que não agrega nada, e por isso, pode ser totalmente dispensável.

Entre os tipos de sócios que você deve evitar esse é um dos principais alvos da sua lista. Ele geralmente é marinheiro de primeira viagem, ou pior ainda, mente sobre uma experiência de sucesso anterior, que ele abandonou por questões pessoais, sem nunca explicá-las. Mentira pura.

Tão logo a empresa é registrada, ou seja, apenas o primeiro passo de uma longa caminhada, ele já começa a tomar ares de grande empresário e passa a cometer toda espécie de desatino, muitas vezes, subvertendo a parceria societária com atitudes que só trazem prejuízos.

3 – O sócio especulador

Esse é outro tipo do qual você deve fugir e é facilmente identificável. Durante as conversas iniciais, você irá notar que ao invés de falar em questões relacionadas ao planejamento e estruturação do negócio, a grande preocupação dele estará focada no quanto ele irá ganhar.

Tecnicamente ainda não existe nada. O produto ou serviço ainda não está devidamente definido, os processos também não, custos então nem pensar e margens, sem a menor chance de serem calculadas.

Mesmo diante desse quadro, ele não para de falar em quanto poderá ganhar por mês e qual será o prêmio ao final de cada ano.

Claro que é preciso que estes assuntos sejam discutidos em qualquer projeto, mas existe a hora certa para isso, ou seja, quando o negócio como um todo está bem definido.

Se mesmo antes de ter alguma coisa estruturada, o foco das preocupações do seu sócio está na remuneração, esse é um baita de um sinal de alerta.

Nesses tempos bicudos, tome um cuidado especial se esse pretenso sócio tiver sido recentemente demitido e está à procura de uma outra fonte de renda. Talvez na verdade ele não queira participar da sociedade, e esteja apenas em busca de um salário.

Sócios que você deve evitar

4 – O sócio no bônus mas não no ônus

Qualquer coisa na vida, e principalmente no mundo dos negócios, envolve ônus e bônus. É inevitável. Um é decorrência do outro.

Se você não assume a responsabilidade pelo ônus, é claro que não pode reivindicar o bônus. É logica pura. O problema é que nem sempre essa lógica está clara para o seu futuro sócio.

O sócio no bônus é geralmente um otimista por definição. Durante a etapa de discussão do negócio ele ignora as adversidades e os riscos inerentes a qualquer tipo de negócio, o que chamamos de risco sistêmico.

Entre os tipos de sócios que você deve evitar, esse tem posição de destaque e é importante identificá-lo logo de início. Ele na verdade não está muito disposto a encarar adversidades.

Para ele, a sociedade empresarial é composta apenas por momentos bons e caminhos facilmente trilháveis. As adversidades são totalmente ignoradas. O resultado é um quadro de negação da realidade negocial.

Esqueça esse tipo de sócio. Ele está disposto a comparecer no caixa para sacar seus lucros, mas não está nada disposto a sacrificar noites de sono e finais de semana para enfrentar as adversidades de qualquer negócio.

Para que um negócio dê certo, é fundamental que todos os sócios estejam envolvidos nas diversas situações. Se alguma coisa der errada, não raramente, ele culpará você e se colocará como uma vítima da SUA inoperância.

Para expandir sua visão sobre este assunto, sugerimos que você também leia um outro artigo relacionado publicado aqui em nosso site, sob o título Como Escolher Um Sócio.

É claro que não definimos todos os tipos de sócios que você deve evitar a todo custo e contamos com sua contribuição para definir novos perfis através dos seus comentários. Deixe a sua contribuição abaixo e acompanhe esse tópico assinando nosso Newsletter.

Por Rodrigo Lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here